Pesquisar este blog

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

LINHA CRUZADA - 8 CAPITULO (web novela)




No morro é assim. Qualquer sinal de babado, confusão e gritaria, as pessoas so faltam montar uma arquibancada pra assistir a briga.
Melissa ainda tenta se fazer de desentendida ao ser abordada por Nina.

__ Avisos? 
__ Ahhhhhhhhhh agora ta se fazendo de desentendida é gata? É avisos sim! E não adianta se fazer de boba não, ta!
__ Eu não estou entendendo! Eu não sei do que você está falando.
__ Ah, gente ela não está entendendo! Há há há Deixa de ser incubada! 
__ Ta bom então fala logo o que você quer falar por que eu estou com pressa.
__ Olha ainda é abusada. Já que você não lembra, vou te lembrar. Michel!  Esse nome te lembra alguma coisa? Michel! Lembrou agora? 
__ O que tem o Michel?
__ O que tem é que ele é meu marido. E você fica correndo atrás dele!
__ Ele é seu marido? Mas como que ele é seu marido se ele dorme comigo todos os dias? Acho que você está equivocada querida. 
__ como é que éééé? - Nina fica enfurecida 

Na mesma hora um rapaz vai correndo chamar Michel. 

__ Patrão, a chapa ta quente lá em baixo! O bagulho ta doidão patrão! 
__ Os homem tão aí? – Michel dá um pulo do lugar.
__ Não! É a tua mina com aquela que era loirinha, que agora ta de cabelo preto..
__ Caralhooo maluco! Eu tinha até me esquecido! Mas como que a Nina achou a Melissa? Caralho essa mulhé é o capeta!

Michel desce correndo . 
Nina e Melissa continuam batendo boca. 

__ Garota! Eu tenho mais o que fazer. Eu não vou ficar aqui te dando satisfações da minha vida!  Se o Michel fosse seu marido, ele estaria com você. Agora tchau, que eu não gosto de confusão.

Melissa vira as costas e dá um passo. Nina fica furiosa e a puxa pelo cabelo e as duas começam a brigar. 

__ Sua piranha! Vagabunda! Ta pensando que vai chegar aqui no morro, sair com o marido dos outras. Vou te matar! 

As duas rolam em cima das bolsas de lixo que estão no caminho. 
Michel chega e dá tiros pro alto, mas as duas não se soltam. Ele segura Nina por traz e manda alguém segurar Melissa. Nessas alturas todo mundo já está olhando e comentando. Nina quase nua, a outra também. Uma confusão! Nina se debate e tenta bater em Michel. 

__ Seu safado, traidor! Essa piranha falou que ta saindo com você. Você ta comendo essa vagabunda! 
__ Para garota! Para porra! Eu não to saindo com ninguém não porra!  Vamos embora, antes que a sua família chegue. Daqui a pouco a sua mãe ta aqui.
__ Você também fica com essa cara de santo! Mas a culpa é sua! Você vai ter que escolher! Eu ou essa piranha!
__ Para de caô Nina. Para de caozada. Chega de confusão! 

Michel empurra Nina pra dentro do carro e olha pra Melissa que com os olhos cheios de lagrimas vê que ele preferiu ir com Nina. Ele balança a cabeça querendo se justificar com um gesto. 
Melissa sai correndo e volta pra casa de Marluce, bate na porta muito nervosa 

__ Entra! 
__ Desculpa te incomodar, eu posso ficar um pouco aqui? eu to muito nervosa.
__ Calma! O que aconteceu?! Fala devagar
__ A mulher do Michel veio me atacando. Eu juro que não sabia que ele tinha mulher! Eu até desconfiei, mas ele negou! Mas agora eu vou tomar a decisão certa.
__ O que você vai fazer?

Melissa escreve um bilhete chorando muito.

__ Faz um favor pra mim? Entrega esse bilhete pro Michel. 
__ Ta bom eu entrego, mas e você?
__ Eu vou embora. Ele fez a escolha dele. Ele não me defendeu, me deixou ali com aquela favelada me xingando, me batendo e não me defendeu. – Aos prantos ela fala muito sentida.
__ E Você não se esqueça de me ligar quando precisar. Você foi a única pessoa que se mostrou amiga aqui. 
__ Tem certeza que você vai embora mesmo? 
__ Vou sim. Ele escolheu ela... Eu vou embora e nunca mais ele vai me ver.

As duas de despedem. Melissa desce o morro e vai lembrando da noite que ela teve com Michel e do dia que ela o conheceu. 

Michel chega na porta da escola e fica com Nina dentro do carro. 

__ Mas você, hein! Só me dá dor de cabeça. Ficar arrumando briga.
__ Eu que te dou dor de cabeça? Eu que arrumo briga? Aquela azeda falou na minha cara que está com você sim. Tá bom! 
__ Ah para minha princesa. É mentira dela pow. Você é muito braba pro meu gosto... Mas é linda também. 

Nina olha Michel de cara feia.  

__ Vem cá! Você pensa que vai me enganar até quando? Eu sei que você está com aquela galinha!
__ Paaaara Nina... Para de caô. 
__ O que você vai fazer?! Vai me bater?! Vai me matar? 
__ Garota... Tu para de abuso... Eu já te falei que não to com aquela mina. Não sei por que você fica nessa neurose! 
__ Você é muito cara de pau mesmo! 

Nina tenta abrir a porta do carro. Michel a segura.

__ Que isso minha princesa? Para de bobeira!  Eu to te falando que não tenha nada com aquela mina. 
__ Você jura, Michel?
__ Claro! Eu juro! Tu sabe que você é a minha princesa... 

Michel beija Nina e ela não resiste. Mas Michel se apressa, por que precisa ir atrás de Melissa. 

__ Agora você vai ter que ir. Já está quase na hora da tua turma sair também. 
__ É ta quase a hora mesmo. Então tchau...

Nina salta do carro e Michel vai embora. Logo que o carro parte, Tiago chega de moto. 

__ Oi Tiago! 
__ Oi... 

Tiago fica parado olhando pra Nina. 

__ O que foi? Ta me olhando assim porque?
__ Não sei... Eu gosto de olhar você. Você é tão bonita.
__ Assim eu fico sem graça. Eu sei que não sou tão bonita assim.
__ Nina, você não sabe o quanto eu gosto de você.
__ Tiago eu gosto muito, muito de você. Mas eu amo o Michel. Eu não quero fazer você sofrer.
__ Eu sei disso... Então esquece! Deixa eu com o meu amor platônico. Sobe aí.

Nina olha sem graça e sobe na moto. 
Melissa chega de táxi em casa. Alguns repórteres que estão de plantão na porta de sua casa, tiram fotos dela chegando. 
Ela bate na porta e Joelma atende.

__ Minha nossa senhora! Dona Carmelita! Dona carmelita! 

Carmelita escuta do quarto.

__ Que gritaria é essa! 

Mirtes e Carmelita descem as escadas correndo. 

__ Minha filha! Graças a Deus! Você está machucada! O que aconteceu com o seu cabelo? 
__ Não estou machucada não. Só quero descansar e esquecer o que aconteceu comigo.
__ Eu vou ligar pro escritório e avisar pro teu pai que você voltou. Graças a Deus! 

Otávio atende ao telefone no escritório.

__ Quem chegou? Fala devagar. A minha filha voltou! Minha nossa... Eu vou pra casa agora! Já to chegando aí! Gente a minha foi libertada! Graças a Deus! Minha filha foi libertada! 
Todos do escritório comemoram o fim do seqüestro. 

Michel retorna pro morro na ânsia de encontrar Melissa. Chegando lá ele pergunta a um dos seus homens por Melissa.

__ Oh, irmão! Cadê aquela mina que brigou com a nina? 
__ Ela foi embora.   
__ Embora?! Como?!
__ Mas ela saiu saindo? 
__ Ah! A patroa do matos veio aqui e falou que tem um recado  dela pra te dar.

Michel bate na porta de Marluce. Quando ela abre a porta ele a olha de cima em baixo.
__ Você tem um recado pra mim?
__ Ela deixou esse papel.

Michel pega o papel e lê:

 “FOI BOM ENQUANTO DUROU. VOCÊ FEZ A SUA ESCOLHA. GOSTARIA DE TER FICADO MAIS TEMPO COM VOCÊ, MAS NÃO DEU.
BEIJOS DE ALGUÉM QUE ACREDITOU EM VOCÊ.
   MELISSA.”

Michel fica atônito e não sabe o que fazer. Marluce fica parada olhando pra Michel até que ele fala com ela.

__ Ela é sua amiga?
__ É... A gente conversou e ficamos amigas, sim! 
__ E você tem como falar com ela?
__ Ela deixou o numero do telefone dela.
__ Deixou é? 
__ Você quer o telefone dela?

Michel balança a cabeça que sim. 

__ Valeu! 

Ele vai embora. 
Andressa chega à casa de Melissa e encontra todos na sala. 

__ Prima! Você está morenaaaaa... 
__ Eu quero ficar sozinha com a Andressa. Vocês não vão ficar chateados?
__ Não minha filha! Você pode ficar com a sua prima. Eu só quero que você fique feliz.
__ Então eu vou pro meu quarto. Vamos Andressa?

Elas conversam no quarto.

__ O que aconteceu? Por que você voltou rápido?
__ Eu me iludi. Pensei que estava brincando de casinha. 
__ Mas e aí? Você não achou o cara?
__ Achei! Eu me enganei!  Ele tem mulher... 
__ Mas aconteceu alguma coisa entre vocês?
__ Disso eu não posso reclamar. Ele sabe como amar uma mulher... Me tratou tão bem. Eu nunca gostei tanto de passar uma noite com um homem.
__ Cara! Que loucura! 
__ Mas ele não nasceu pra mim.
__ Você também estava querendo o que. O cara é marginal! 
__ Eu não sei o que é... Mas aquele cheiro dele. 

Alessandro, muito afoito, entra no quarto.

__ Meu amor! Ainda bem que não aconteceu nada com você! Você não imagina o quanto eu sofri. 

Andressa muda a feição na hora. Alessandro agarra Melissa, mas ela não gosta. 

__ Não fica me agarrando! Eu to traumatizada.
__ Desculpa meu amor! É porque eu estou com muita saudade de você. Sofri muito quando você não estava aqui.
__ Então você não vai se incomodar de deixar eu e a Andressa a sós. Eu preciso muito conversar com ela.
__ Claro que não me incomodo meu amor! Depois eu volto, ta..

Ele sai do quarto.

__ Dêssa, eu vi você com um olhar triste quando o Alessandro me abraçou ou é impressão minha? 
__ Claro que é impressão ! Imagina.

Na cadeia, Matos recebe a comida. Ele cheira e vê que está azeda. Mas a fome é tanta que ele come mesmo assim.

Nina e Tamara conversam no quarto. 

__Você vai pro baile, né? 
__ Acho que sim. 
__ Nina. Se eu te fizer uma pergunta indiscreta você vai ficar com raiva? 
__ Não! Claro que não! 
__ Você tem coragem de trair o Michel? 
__ Com outro homem? 
__ É claro né! Com outro homem...
__ Só se eu estiver com muito ódio dele. Mas eu acho difícil. 
__ Mas ele não estava com a mulher lá morro.
__ Não ta mais. Eu coloquei ela pra correr.
__ Se você ver o urso que ele me deu! E esse anel também. __ Cadê o urso?
__ Eu esqueci dentro do carro dele.


Michel fica pensativo. Depois de fumar um baseado, ele guarda o telefone de Melissa no bolso. Por alguns segundos que ele está sozinho, pensa em Nina e em Melissa. Parece confuso no que sente em relação as duas. É como se uma precisasse da existência da outra pra ser importante na vida dele.

Carmelita tem uma ideia durante o jantar, pois percebe que Melissa não está muito bem.

__ O que você acha, minha filha? Uma festa pra levantar o astral dessa casa?
__ Eu acho legal. Vocês que sabem.

Andressa observa tudo sem falar nada.

__ Então está combinado! Eu vou cuidar dos preparativos.
__ Eu acho que uma festa será ótimo para eu curtir a minha noiva. Alessandro Fala entusiasmado. Andressa abaixa a cabeça e fica cabisbaixa.

Assim a noite passa.

Paulo, que está trabalhando numa boate olha o relógio, ansioso para ir embora. Seu plantão havia sido pesado na polícia e o cansaço estava dominando o seu corpo. 
Logo que o dia amanhece Marluce vai pra visita. Depois de ficar muito tempo na fila, quando chega a sua vez é comunicada que não pode entrar. 

__ Você não vai poder entrar!
__ Por que moço?
__ Seu esposo foi transferido. 
__ Pra onde, meu Deus?!
__ A senhora vai ali e pede outras informações. 

Marluce sai da fila sem saber o que fazer. 

Tamara, Ângela, Vó Maria e Nina tomam café. Tiago lê jornal e debocha com a noticia.  

__ Nossa! Olha a namorada do traficante lá da onde sua mãe mora! 

Nina arregala os olhos vermelhos de sono. 

__ Deixa eu ver! 

Sem pestanejar, Nina toma o jornal das mãos de Tiago. 

__ Onde que está escrito que ela é namorada do Michel?! Eu não vi nada disso aqui! 
__ Na festa, você não viu? Ele de mão dada com ela. Então você é muito da cega mesmo, ou se faz.

Tamara, Ângela e Vó Maria ficam se entreolhando.

__ Eu não vi nada de mais! Você ta ficando doido!
__ Ah! Desculpa. Eu esqueci que ele já fez a sua cabeça. Já te convenceu da inocência dele. 

Tiago fala com deboche e sai. Nina vai atrás. 

__ Calma aí! O que você está querendo hein, me colocar contra ele?! 
__ Eu?! Eu não! Ninguem precisa te colocar contra ele. Quem ta fazendo papel de palhaça é você, não sou eu.
__ Escuta aqui garoto!  Você ta pensando que pode falar assim comigo? 
__ Você é muito criança mesmo! Não dá pra conversar. Fui...
__ Criança?! Kkkkkk , agora eu sou criança? 

Ângela ameaça sair do lugar para acabar com a discussão, mas vó Maria a segura e faz sinal de não.

__ Criança, sim! Eu me enganei com você.
__ Se enganou com o que? Se enganou comigo?! Eu nunca te enganei!
__ Ah, não? Você deve me ver como um otário mesmo! Se eu quisesse me aproveitar de você, eu já teria feito!
__ Não sei quando! Você deve estar ficando doido, isso sim! 
__ Já esqueceu do dia que você me agarrou no mirante?
__ Mas eu estava bêbada! 
__ É a única desculpa que você pode dar, né!
__ Eu sei qual é o seu problema! Você está morrendo de inveja do Michel!

Nina vira de costas e sai andando. 

__O meu problema não é esse. O meu problema é que eu não sou traficante, eu não sou bandido! 

Nina para e volta mais nervosa do que ela já estava e vem pra cima de Tiago. Ele segura a mão dela. 

__ Você é um canalha!

Tiago segura o outro braço de Nina e começa a beijá-la no pescoço, bem devagar. Ela tenta sair, mas logo ele começa beijá-la na boca. Nina não resiste  e continua beijando. Por mais que ela não aceite, algo acontece quando Tiago a toca.
Tiago numa atitude inesperada, para de beijá-la e fala:

__ Agora você não está bêbada e continuou me beijando porque?. 

Nina olha pra Tiago e sai correndo, como se pudesse correr do desejo que ela sente por Tiago. Tiago sorri. 
André, se preparou para fazer a prova da policia. Tudo que ele deseja e vingança, pois a surra que ele levou de Michel não sai de sua cabeça e o ódio é cada vez maior. Ele olha o resultado e vê que foi classificado. Uma satisfação muito grande toma conta de seu corpo. O destino dos dois está cada vez mais próximo de se cruzar e o pior é que só André sabe disso. Logo ele é chamado para os últimos testes físicos e sem que ele perceba já está usando a farda da Polícia. 
Michel nem sonha que André está sedento de vingança. Como é de costume, ele manda o dono da tendinha liberar biscoito e refrigerante para as crianças do morro. Essa é uma das vezes que o coração de Michel parece tocado por algum sentimento verdadeiro. Ele adora as crianças e acha que elas o protegem. Ali ele fica por algum tempo, olhando e brincando com as crianças, que fazem questão de abraçá-lo e beijá-lo. 
Na casa de Melissa já é o dia da festa. Os empregados arrumam a casa freneticamente. A festa começa e os convidados começam a chegar. Logo que Melissa aparece os fotógrafos começam a sessão de fotos. Muito sem graça com a situação, ela sorri.
Andressa  que já está na festa acaba de tomar uma bebida e já pega outra. A festa segue de maneira organizada e tranqüila. 
Na mesma hora só que em outro canto da cidade, Nina e Tamara chamam Tiago para ir ao baile. 

__ Tiago! Nós já estamos  prontas... Vamos? 

 Tamara o chama.

__ Podem ir  eu vou depois.  
__ Por que você vai depois?
__ Eu vou buscar uma amiga que vai pro baile comigo.

Nina olha pra Tamara e não entende nada. 

__ Então nós vamos embora. Tchau Mãe!

 As duas seguem para o baile. 

Na festa, Melissa percebe que Andressa está bebendo sem medidas e resolve falar com ela. 

__ Você não acha que já bebeu de mais?
__ Não! Claro que não. Eu só to me divertindo! 
__ Mas eu já vi você tomando um monte. Um atrás do outro.
__ Não se preocupa primaaa! Fica tranquila!

No baile Nina e Tamara dançam. O baile como sempre está lotado e os ânimos parecem ferver. A sensualidade a flor da pele, onde mulheres rebolam como se estivessem “trepando” e homens admiram a performance. Tiago chega com uma moça muito bonita, o que deixa Nina invocada. Tamara que já sabe que Tiago está tentando provocar ciúmes em Nina, logo comenta:  

__ Nina! Você está  vendo o que eu estou  vendo?
__ Claro que sim! 
__ Mas ontem ele estava apaixonado por você! O que aconteceu pra ele mudar assim.
__ Ainda está apaixonado por mim, meu bem! É só eu querer.
__ Eu acho que não, mas ... 
__ É ruim de não, hein! 

Na festa Alessandro também exagera na bebida e parece transbordar felicidade. 
Melissa percebe que Andressa está esquisita. Suas atitudes estão um pouco exaltadas.  

__ Prima, ta acontecendo alguma coisa com você?
__ Você não pode me ajudar! 
__ Você não fala isso! Claro que eu posso! Você já me ajudou tanto.
__ Eu gosto muito de você! Não quero te magoar... Não quero que você pensa besteira de mim... 

Melissa abraça Andressa. Alessandro chega e abraça as duas. Andressa sai dos braços de Alessandro aborrecida. Melissa percebe a atitude estranha de Andressa. 
No baile, Tamara conversa com Nina. 

__ Eu duvido que o Tiago larga esse mulherão, pra ir atrás de você! 
__ Duvida?! Kkkkkkkkkkkkkkkk Eu sou Nina meu amor... Não sou bagunça.  -  Nina gargalhadas debochadas  

__ Pois eu aposto que sim! Tenho certeza que larga! 
__ Apostado então?
__ Claro!  

Nina olha para o lado e tenta ver Tiago, quando o avista começa a rebolar como se estivesse chamando ele. Ele olha apesar de tentar disfarçar, não consegue e a olha dançando.

__ kkkk! Ta no papo!  - Nina canta vitória 

A noite parece maravilhosa, mas não para todos! 
O filho de Marluce passa mal e sem a ajuda de ninguém ela levanta e se arruma para levá-lo para o hospital. Quando sai de casa e começa a caminhar pelos becos do morro, Marluce cruza com Michel armado até os dentes e com um bando de homem. Ele para na frente dela e pergunta se esta acontecendo alguma coisa.

__ Ta tudo bem? Ta precisando de alguma coisa? E o amigo lá como que tá? Você tá pegando o PG dele? 

Marluce sente raiva, mas se controla. Pois ela sabe que todo o sofrimento que ela e sua família estão passando é consequência do envolvimento do marido no trafico. Marluce não fala que o filho está passando mal e continua descendo o morro. 

Alessandro abraça Melissa e fala em seu ouvido: 

__ Eu te amo! 
__ Alessandro, você já bebeu de mais. É melhor parar. Você não está conseguindo falar direito.

Ele beija Melissa e finge não ter escutado o que ela disse.

__ Eu vou lá dentro e te espero. Eu quero matar saudade de você. Vou te esperar lá dentro hein...

Alessandro sai meio cambaleando e entra na casa. Quando Melissa vai entrar Carmelita a chama para tirar fotos e dar entrevista. 
Andressa vê que Alessandro entrou e que Melissa não foi e resolve ir em seu lugar. 
Enquanto isso no baile, Nina dança e Tiago vê que alguns rapazes olham pra ela. O olhar de outros homens incomodam Tiago. Ele não aguenta e implica.
Tiago, muito sem graça, tenta se explicar pra moça que o acompanha. 

__ Olha só, essa maluca que está dançando aí na nossa frente é minha prima e ... eu vou ter que falar com ela. Tem que tomar conta, né . 


__ Tudo bem... Vai lá! 

Tiago se aproxima de Nina, segura o braço dela e fala.

__ Por que você  está  dançando assim? Ta querendo  provocar alguém?
__ Ih! Me solta! Você já está acompanhado!
__ Para com isso! Eu vou te levar embora! 

Tiago puxa Nina.

__ Pra casa?! Nem pensar! 
__ Pra onde então sua doida?
__ Você que sabe! Me leva pra onde você quiser. 

Tiago sai puxando Nina. Ao passar por Tamara, Nina sorri e faz sinal de vitória. 
Na festa, Andressa entra na casa e procura por Alessandro. Depois de procurar em alguns cômodos, ela o acha sentado no escuro. Quando ele percebe a presença de Andressa a confunde com Melissa.

 __ Melissa !  Eu estou louco de amor te esperando.

Andressa não pensa duas vezes. Entra a e tranca a porta. 
Antes que ele fale qualquer coisa Andressa começa a beijá-lo. O coração de Andressa bate com toda a força. Naquele momento ela prefere pensar que ele a quer. Alessandro excitadíssimo, levanta o vestido de Andressa e transa com 
toda vontade. Depois de gozar com toda intensidade, Andressa se levanta e deixa Alessandro totalmente anestesiado, tanto pelo gozo quanto pelo álcool. Ele não percebe que transou com Andressa e fica ali maravilhado. 

Tiago leva Nina pra casa, mas quando chega no portão ela se recusa a entrar. 

__ Você me trouxe pra casa?! Não estou entendendo? 
__ Você acha que eu sou um brinquedinho seu? Que você vai me estigar e depois tirar o corpo fora. 
__ Não é nada disso! Você está ficando estranho... sei não, negando mulher?!
__ Sabe que você merece uma porrada! Ta querendo dizer o que? 
__ Você sabe! Se ta negando mulher... é por que não gosta! 

Tiago encosta Nina na parede com toda força.

__ Vai me bater? Meu Deus... Me bate, vai! 

Nina Puxa Tiago e o beija. Tiago não resiste e começa a beijá-la também. Nina não sabe por que mas sente um frio na “espinha”. Os dois se atracam ali mesmo. Tiago começa a tentar abrir a roupa de Nina, mas é interrompido  pela moça que estava com ele no baile. 

__ Então é assim que você trata as suas primas ?!

Tiago e Nina levam um baita susto e se largam na hora. 
Ainda se arrumando, Tiago tenta concertar o cenário.

__ Não! Sim! Quer dizer, não! 

Nina fica parada, olhando tudo com cara de deboche. 

__ Tiagoo! Por favor né! Você deve pensar que eu sou otária, né!
__ Que isso! Não é isso não...

A moça aborrecida reclama

__ Ta bom Tiago! Fica aí que eu vou  embora! 

Tiago respira fundo e fala com Nina. 

__ Quando eu voltar a gente conversa.  
__ Ahh, não sei! Seu tempo acabou de acabar. 

Nina sai toda se requebrando. 

Alessandro que adormeceu na biblioteca, volta pra festa e logo vê Melissa. Melissa lembra que ele a esperava na casa e tentou se desculpar, mas ele não deixa. 

__ Desculpa eu es...  - Alessandro a interrompe 
__ Não precisa se desculpar por nada! Um pouco do seu amor já me satisfaz. Você estava maravilhosa. 

Melissa olha com cara de quem não entendeu nada. 
Logo que amanhece Nina acorda e logo toma café para ir pra escola. Tiago como sempre já aguarda por ela no portão. 
Ela sobe na moto sem dar nenhuma palavra. Quando chega na porta da escola Nina vê Micaela. 

__ Micaela!
__ Oi Nina! Tudo bem? Sabe quem perguntou por você? 
__ O meu amor, é claro! 
__ Ele mesmo. 
__ Você não imagina a saudade que estou dele.
__Então vamos entrar?! 

Marluce aguarda sua vez de entrar no presídio. Quando está sendo revistada, fica chocada em ver uma senhora de uns 70 anos tendo que ficar nua e se agachar. Quando chega no pátio fica aguardando por Matos. Assim que ela o avista, corre para abraçá-lo.  

__ Meu amor, como você está?
__ Não se preocupa comigo! Eu quero saber de você e do nosso filho, só isso!
__Eu to bem, mas o neném... 
__ O que aconteceu com o meu filho?! 
__ Ele teve outra crise, mas eu levei ele pro médico! Ta tudo bem agora. 
__ Meu Deus! Eu não vou agüentar viver longe da minha família! Você... sozinha. 
__ Calma meu amor! Isso tudo vai passar. Nós vamos ficar juntos de novo! 
__ Será que eu não vou ver meu filho crescer?!
__ Vai sim! Fica calmo! Por favor!  Você precisa ter paciência pra passar por essa fase ruim.

Eles se abraçam e ficam ali por algumas horas. Apesar do calor e do falatório, o momento da visita é quase que sagrado. As pessoas tentam sugar o máximo que podem da visita.
Durante o recreio, Micaela e Nina conversam. 

__ Puxa! Quando que a sua mãe vai deixar você voltar?
__ Não sei! Mas eu queria tanto estar perto do Michel.
__ Daqui a pouco ela muda de idéia e deixa você voltar. 
__ Tomara, amiga. Eu fico com tanta saudade do teu irmão. Eu sinto um aperto no peito de saudade.
__ Ele sempre pergunta por você sabia. 
__ Você tem visto ele com alguma mulher lá?
__ Ih, Nina! Me deixa fora disso! Pelo amor de Deus! Eu não quero apanhar do Michel!
__ Então é por que viu! Viu mesmo! 
__ Eu não quero saber de nada! Me deixa fora disso! 
__ Ta bom... Eu deixo.

No morro Michel intimida um viciado. 

__ Ôh, rapa! Você já deu uma volta no cara aqui, e ainda tem a cara de pau de voltar aqui! Ta querendo morrer! É seu filho da puta, viciado, safado!
__ Não, não! Pelo amor de  Deus! Eu vou pagar irmão.
__ Irmão é o caralho! Ve se eu vou ser irmão de um verme igual você!

Michel da tapas na cara do rapaz, bate com o cabo do fuzil no peito dele e manda ele “ralar” do morro.

__ Tu deu sorte que eu não quero gastar bala com bucha! Agora rala viciado safado, verme! Corre, seu pilantra! 

O rapaz desce o morro correndo. 
Michel grita com os caras da boca.

__ Vamo parar de dar mole pra esses cracudos safados hein.

Passa-se mais 1 mês e tudo continua na mesma, exceto Andressa. 
Logo pela manhã, a família de Andressa toma café. Quando Andressa dá o primeiro gole, enjôa, coloca a mão na boca e sai correndo para o banheiro. 

__ Minha filha! Você não está se sentindo bem?

Mirtes fica preocupada com a saúde de Andressa. No banheiro ela vomita. No momento que Andressa está passando mal, Melissa chega em sua casa. 

__ Bom dia para todos! Onde está a Andressa?
__ Melissinha, a sua prima está passando super mal. 
__ É mesmo? Onde ela está? 
__ Ta no banheiro. 

Melissa vai até o banheiro. 

__ Prima! Você está passando mal?!

Quando Melissa chega no banheiro, Andressa a abraça e chora. 

__ O que foi, Andressa?
__ Não pergunta nada! Por favor!
__ Que isso Andressa, me fala! O que está acontece?
__ Eu não quero falar sobre isso! Por favor! 
__Tudo bem. Fica calma. 

Melissa acolhe Andressa. 
Marluce carrega várias bolsas para o presídio. O peso das bolsas parecem que vão cortar suas mãos. Depois de ficar muito tempo na fila, chega a vez de Marluce. Na revista ela é informada que não pode entrar. 

__ Ih! Nem adianta que essa roupa não entra! Pode voltar! 
__ Essa roupa? Mas a minha roupa...

A agente interrompe Marluce.

__ Minha filha você está atrasando a fila! Você vai ter que voltar! 
Marluce sai desanimada, mas uma outra visitante fala algo. 

__ Aquela moça ali aluga roupas. Vai lá e tenta alugar!  

Marluce olha e vai até a mulher e aluga por alguns reais uma blusa. Depois ela entra novamente no presídio e consegue passar na revista. 

Quando Matos chega no pátio Marluce leva outro susto. Matos está cheio de hematomas. 

__ O que foi isso?! 
__ Nada! 
__ Como nada?! 
__ Ah, um vacilão  quis tirar onda com a minha cara! Eu sou sujeito homem, não to aqui de otário também não!
__ Matos! Pelo amor de Deus! Eu não quero chegar aqui e saber que você está morto! 
__ Fica tranquila. Isso não vai acontecer comigo. Vamos falar de nós.
__ E o meu pimpolho?
__ Ele está  bem, não teve mais crise.
__ Eu não vejo a hora de brincar com ele, de beija ele, abraça ele...

__Vou ver um dia pra trazer ele na visita. 
Marluce observa Matos com os olhos cheios de lágrimas. Melissa e Andressa conversam. 

__ Está acontecendo alguma coisa com você? 
__ Não! Não ta acontecendo nada!
__ Eu já estou percebendo a tempo... Tem certeza  que não está? 
__ Tenho. Não está acontecendo nada... Acredite! Agora eu quero saber de você! Como você está?
__ Ah, prima. Apesar de tudo que aconteceu, da experiência  ruim  que eu tive naquele morro. Eu não consigo esquecer  aquele homem! A noite maravilhosa que eu tive com ele. Você não vai entender, nem eu me entendo! Ele é maravilhoso em umas horas, em outras ele é irreconhecível... não sei! 
__ E o Alessandro? 
__ Realmente eu gosto do Alê, já to acostumada com ele. Mas eu não o amo.

Andressa olha pra Melissa com um olhar triste. 

__ Você pretende se casar com ele? 
__ Você sabe que eu não quero né... não sei o que vai acontecer! 
__ E se você descobrisse alguma coisa sobre o Alessandro, que mudasse o seu pensamento sobre ele? 
__ Só na hora. 

Após um silencio rápido Andressa fala:

__Melissa, se o meu problema for o que eu to pensando, eu prometo que você vai ser a primeira a saber.
__ Nossa! O que é?
__ Uma coisa que vai mudar a minha vida, a sua e de uma outra pessoa que eu ainda não vou falar. Mas antes de tudo eu quero que você saiba que eu considero você com minha irmã. 
__ Você está me assustando! O que está acontecendo? Me falaaaa! 
__Fica tranquila... Se for o caso eu vou te contar.

Nina não se conforma em não poder voltar pra casa e mais uma vez tenta mudar a decisão da mãe numa conversa pelo telefone. 

__ Mãe, quando eu vou poder voltar pra casa? 
__ Eu vou conversar com a sua tia primeiro. 
__ Então faz isso logo! Eu estou com saudades de vocês, da minha casa, da minha amiga...
__ E do vagabundo?! Não?!
__ Claro que não né mãe!
__ Eu vou ver Nina! Depois a gente conversa.
__ Ta bom tchau!

Nina desliga o telefone e leva um susto por que Tiago está em pé atrás dela. 

__ Ai! Que susto garoto! 
__ Você vai embora? E eu fico como?
__ Você?! Fica ficando! Ou você quer ir também? 
__ Até que é uma boa idéia! Quem sabe? 
__ Ah, Tiago! Me poupe!

Nina sai andando. 
A noite chega iluminada por uma bela lua e muitas estrelas. 
Luísa e Joelma conversam enquanto sobem o morro. 

__ Menina! Eu estou numa dúvida ! - Joelma
__ O que ? - Luisa
__ A Nina quer voltar ... mas eu tenho medo ! Você me entende amiga ?!
__ Claro ! É a sua filha , eu faria o mesmo.
__ Eu vou pensar  com muito cuidado! Por ainda não confio nela.

Alessandro chega a casa de Melissa e percebe que ela está um pouco desanimada.

__ Oi , meu amor ! 
__ Oi . 
__ Que foi? Tá triste? – Alessandro estranha o comportamento de Melissa.
__ Não ! É só um pouco de cansaço.

Ele que esta sentado ao lado dela, faz carinho e a deita em seu colo.
__ Deita aqui . 

Melissa deita no colo de Alessandro. Com o cafuné ela adormece e começa a sonhar com a noite que ela fez amor com Michel. Mas o sonho se transforma em pesadelo quando Michel puxa uma pistola e coloca na boca dela. Alessandro percebe que ela está tendo um sono agitado e a acorda.  Continua fazendo cafuné. 
Marluce chega em casa esgotada da visita e logo conversa com a vizinha. 

__ Olha , hoje ele passou  mal . Eu levei ele no posto , mas o doutor falou pra levar ele no médico dele. 
__ Obrigado ! Você está sendo uma grande amiga pra mim! Eu nem sei como agradecer. 

Ela pega o menino e vai pra casa.
Matos sonha que o filhos esta caindo em um buraco e ele não consegue segura-lo e aos poucos o menino vai escorregando. 
Matos acorda assustado e não consegue mais dormir.
No morro, Michel desce de carro com uma mulher e logo que ele sai, vários carros de policia cercam a favela. 
Apesar de soltar fogos pra avisar a presença de policiais ao redor do morro, bandidos continuam vendendo as drogas.
No mesmo momento que começa a operação no morro, Marluce percebe que o filho respira com dificuldade. Ela tenta fazer nebulização, mas nada parece adiantar e isso vai deixando-a desesperada. Neste momento, fogos e tiros se misturam. Mesmo assim ela pega a criança pra socorre-la e sai correndo pelos becos,

__ Ai, meu Deus! Meu filho tá passando mal ! Socorrooooo ! Meu Deus , me ajuda ! Socorrooo! Me  ajudem ! 

Os policiais ficam desesperados quando percebem um mulher com uma criança nos braços.

__ Tem uma mulher  com uma criança no colo ! Cuidado ! (Policial)
__ Tira  a mulher ! Tira a mulher ! (Policial)

Os traficantes não dão trégua e continua atirando. 
Em meio a correria Marluce corre com o filho nos braços.

__ Socorro ! Meu filho tá passando mal!

Um policial entra na frente de Marluce para protege-la dos tiros. Assim ela consegue passar com o filho e correr para um hospital. Ao chegar lá os médicos entram correndo com o menino e impedem que Marluce acompanhe.  
Na cadeia Matos não consegue dormir. Parece sentir que o filho esta passando mal. A amiga de Marluce chega no hospital pra saber do menino.

__ Meu Deus ! O que aconteceu amiga? 
__ Meu bebe foi operado .
__ O que você precisar de mim. Eu estou aqui amiga.
__ Obrigado! Eu so tenho você mesmo pra me ajudar. Eu vou precisar ... Mais tarde eu vou precisar organizar as coisas da visita do Matos. Eu vou ter que ir lá pra falar com ele que esses dias eu terei que ficar aqui no hospital. 
__ Pode ir amiga! Eu fico aqui enquanto você vai lá. Pode ir tranquila.
 __Eu vou avisar que, esses dias eu não vou pra visita . Então eu vou em casa , buscar roupas pro neném, ai fico até mais tarde aqui e depois você me rende ta bom. 
__ Pode ir Marluce. Vai lá buscar as roupas e mais depois vai lá arrumar a comida da visita que eu fico aqui essa madrugada pra você.
Assim Marluce segue pra casa. Após algumas horas, no hospital a enfermeira percebe que o menino está passando mal e chama o Medico.

__ DR Paulo ! O menino está passando mal ! 

Os médicos correm pra socorrer a criança, fazem de tudo. Tentam reanima-lo, mas ele não resiste e morre. 

__ Pode  anotar o óbito e comunicar a família. 

Marluce retorna ao hospital para deixar roupas pro seu bebe e percebe que sua amiga chora. 

Marluce logo de cara pressente que o pior aconteceu ao ver a amiga chorando no corredor . Ali ele sente seu chão abrir e não consegue se mexer. So consegue gritar...

__ Eu quero meu filho ! Meu filhoooooo ! Eu quero morrer ! Meu Deus me leva com ele ! Eu quero morrer ! 

Marluce chora sentindo uma dor avassaladora no peito. Sem muitas forças ela cai de joelhos é acolhida pela amiga.
No mesmo momento que Marluce perde seu bebe, Andressa abre o envelope com o resultado de um teste de gravidez que estava na gaveta e lhe faltava coragem pra abrir. Assim que le o resultado positivo ela chora, uma lagrima confusa. Não sabe ao certo se é felicidade ou angustia e logo liga pra Melissa pra marcar um encontro. 

__ Prima ! Eu preciso me encontrar  com você . Eu preciso te contar uma coisa . Por favor não deixe de ir...

__ Nossa você já está me deixando preocupada. Eu vou sim ,espero lá , tchau.

No hospital Marluce desesperada fala com a amiga.

__ Por favor ! Liga pro Matos!
__ Mas como ?! Ele está preso. 
__ Tem um preso que tem celular ! Por favor, pega o telefone na minha bolsa . Pede pra avisar ele!
A amiga pega o numero e vai ligar. 

__ Alô ! Quem tá falando é amiga da esposa do Matos . Você teria como dar um recado pra ele?! Aconteceu  uma tragédia! O filho dele faleceu e a esposa dele está desesperada e... acho que ela não vai pra visita esses dias. 

Na Cadeia Matos está muito angustiado quando um amigo o chama.

__ Matos! Matos! (Preso)
__ Oba! Pode falar! - Matos
__ Pô, irmão ... eu não sei nem como te dar esse recado. Mas foi o que me falaram. (Preso)
__ Fala logo, cara! O que foi?! 
__ A amiga  da sua esposa ligou e mandou te avisar que ... o seu filho  morreu. (Preso)
__ Que ? Que você falou?! 
__ Pô , eu sinto ... (Preso)
__ Não! Não! Não pode ser! O meu filho não! Eu quero sair daqui! Me solta  pelo amor de Deus! Eu quero a minha família! Meu filho não, meu Deus! Por que não me levou?! Que castigo é esse Deus?

Na cela todos olham o desespero de Matos.


Horas depois Melissa já aguarda Andressa pra uma conversa.

__ Pronto ! Agora me fala , por que eu já estou morrendo de curiosidade. Me fala logo o que está acontecendo com você Andressa.
 __ Se prepara, por que o que eu vou te falar  ... é sério.
__ Fala logo! 
__ Eu vou falar de uma vez. Eu estou ... grávida ! 
__ Grávida ! Gente... Que bafo! 
__ Mas você não vai gostar de saber quem é o pai.
 __ Quem?! Quem que você estava namorando que eu não vi? 
 __ Eu quero que você saiba que eu ... te amo com irmã . Lá vai ... o pai é o Alessandro! 

Após alguns segundos de silencio...

__ Mentira menina! 
__ Verdade! 
__ Que maravilha! Nossa! Que maravilha! É o motivo que eu queria ! 
__ Como assim?! Melissa as vezes você me assusta.
__ Assim eu não vou precisar me casar com ele né amiga! 
__ É?! 
__ Mas quando foi que isso aconteceu ? Bem que eu percebia algo estranho entre vocês.
 __ Na festa . Eu , bêbada ... Eu amo aquele homem ! Mas ele  estava  pensando que era você ! 
__ E agora ?! 
__ Não sei ! 
__ Meu Deus ! Por que você não me contou que  antes ! Você sabe que eu não gosto do Alessandro pra ser meu marido ... Como você pode ficar sofrendo tanto tempo em silêncio ?!

ANDRESSA CHORA  E RESPONDE.

__ Eu não tive coragem ! Eu fiquei com vergonha ! Eu estou desesperada!
__ Não se preocupa, eu estou do seu lado! Você pensa que eu esqueci que você ficou do meu lado, quando eu precisei ?! Esse bebe vai nascer e vai ser muito querido. E tem mais ele vai ter pai sim! 
__ Você não sabe como  eu   fico  aliviada  ... Obrigado!
__ Eu que te agradeço! Você está tirando um grande problema das minhas mãos.

No cemitério Marluce e a amiga carregam um caixãozinho branco. Ela aos prantos pensando em quando o filho nasceu. Na cadeia Matos chora muito lembrando de quando o filho nasceu, dele brincando com o menino.
O coveiro joga terra na cova e Marluce acolhida pela amiga chora compulsivamente. 

Micaela que estava saindo da escola com Nina perde a amiga de vista. Ela vai pra porta da escola e percebe que Tiago está encostado na moto.

__ Oi , tudo bem  Tiago?Você viu a nina ?
 __ Não , princesa ! Eu também estou esperando ela. 
 __Puxa ! Ela estava do meu lado ! Sumiu! Você se incomoda  se eu ficar aqui com você ?
__ Claro que não ! É até melhor ! 

Nina sai da escola e logo ve Micaela e Tiago numa conversa empolgada. Tenta disfarçar, mas a cara que não gosta fica bem evidente. 

__ Oi! Estou atrapalhando vocês?  -  Nina fala enciumada 
__ Que isso, Nina! Claro que você não está atrapalhando! Eu estou aqui te esperando junto com o Tiago. Você sumiu do meu lado.
Tiago olha com um sorriso de lado e fala com Nina coma ar irônico.

__ Você tá com ciúme de quem ? De mim ou dela?
__ Se enxerga ! Eu não tô com ciúmes ! Eu tô brincando!
__ Desculpa! Eu não sabia que você tinha ciúmes das suas amigas .kkkkkkk
__ Coitado! Tá se sentindo ! 
__ Tá bom gente ! Acabou ! Pronto , chega! Nina , eu quero falar com você. Eu tenho um recado do Michel. Eu esqueci de te avisar ! O Michel falou que vai no baile que é perto da casa da sua tia . Não esquece ! 
__ Você acha que eu vou esquecer  do meu  amor ! Nunca! Estarei lá belíssima pra ele! 

Tiago que não gosta muito da noticia e logo interrompe.

__ Tchau, Nina ! Eu vou tentar ir junto  com ele pra zoar com vocês no baile tá. 
__ Tchau ! 
Tiago beija a mão de Micaela. Nina olha com cara de deboche. 
__ Tchau , princesa ! 

No morro Michel olha uma arma que um cara esta tentando vender. 

__ Pô ! Tá muito caro ! Pow irmão ... você já não está me dando  condição nenhuma. Vamos cair esse valor aí. Se você abaixar , eu vou comprar duas peças . 

Micaela sobre correndo.

__ Michel ! Michel! 
__ Oba ! 
__ Eu dei o seu recado ! Ela vai te esperar ! 
__ Valeu ! 
__ Ah! Michel . Eu posso ir com você ? Por favor ! 
__ Pra que? A dona  Luísa vai ficar me enchendo a  paciência.
__ Por favor ! Deixa eu ir!
__ Tá bom ! Agora vai que eu estou ocupado . 


Melissa liga pro pai pra marcar uma reunião em casa. 

__ Pai ! Hoje vai Ter uma  reunião aqui em casa  e eu quero que o senhor avise ao tio  Milton que ele não pode faltar . é muito importante ! A tia Mirtes também . 
__ Mas aconteceu alguma coisa ?! 
__ Aconteceu ! Vê se chega cedo ! Tchau .

MELISSA CHAMA ALESSANDRO  PARA  A  REUNIÃO TAMBÉM.

__ Então você vem , né ? 
__ Vou sim. Mas aconteceu algo? 
__ Vem que você vai saber.

No quartel Paulo conversa com Andre (Rapaz que apanhou de Michel).

__ Você sempre quis ser policial ou é por falta de emprego mesmo ? 
__ Nem um, nem outro. Foi o destino que me colocou aqui. 
__ Destino?! Mas o destino te colocou aqui por bem ou por mal ? 

André olha pra Paulo.

__ Por mal! 
__ Cuidado... Isso aqui não é brincadeira. Aqui você passa por problemas jamais imaginados. Você é novo. Tem uma vida pela frente... Não deixa o ódio mandar no seu coração. 
__ Obrigado, pelo conselho. As suas intenções  são boas , mas agora é tarde .

Na casa de Melissa todos chegam pra reunião. 

2 comentários:

  1. Estou adorando . Anciosa para os próximos capítulos.

    ResponderExcluir
  2. posta loooooggooooo o outro capitulo to viciada m bom

    ResponderExcluir