Pesquisar este blog

sexta-feira, 25 de janeiro de 2019

Lá vem o Perigosa 2...







“Não existe caminho sem volta enquanto existir vida e por isso acredito que qualquer um pode mudar de vida. Basta determinar isso na vida. E ter em mente que escolhas e consequências caminham juntas. Muitos erros eu cometi, mas aprendi a tempo e sei que a vida ainda reserva muitas alegrias e tristezas pra mim, mas sei também que estou pronta pra vive  las com toda intensidade que vivi até hoje. Estou viva! Isso que importa...” (Livro Perigosa)

Pálido, doente
Rendido, decadente
Viver parece mesmo
Coisa de insistente

A postura combativa
Ainda tô aqui viva
Um pouco mais triste
Mas muito mais forte

E agora que eu voltei
Quero ver me aguentar

Só nos últimos cinco meses
Eu já morri umas quatro vezes
Ainda me restam três vidas pra gastar (Pitty)



Dedico ao meu amado e inesquecível Sobrinho Arthur Escobar Mauricio que levou com ele parte do meu coração e o meu amor. Titia amou desde o primeiro segundo e amará para toda eternidade.
(30/10/1992 – 05/10/2017)









PERIGOSA 2






De fato, recomeçar é uma das ações mais difíceis da vida, pois todo recomeço vem após a queda e demanda muita humildade e força. Mas cair e levantar é uma das regras de sobrevivência. E eu por inúmeras vezes cai e levantei. Os últimos anos não foram diferentes disso.
Quando resolvi mudar definitivamente os rumos da minha vida não imaginei o quanto seria difícil seguir quando muitas pessoas que estavam ao meu lado ainda não haviam amadurecido sobre essa questão. Viver entre o certo e o errado é contraditório, perigoso, difícil e por mais que você lute com todas as forças, se torna frágil quando em seu convívio tudo que você não quer ainda faz parte com certa naturalidade da vida das pessoas. E como que faz? Some? Abandona todo mundo? Fica ali igual um papagaio repetindo que aquilo não compensa e que dá ruim no final?
Uma das coisas que eu sabia é que a minha luta estava apenas começando e que mais que nunca eu não poderia errar. Pior que errar na vida e pagar o preço é decepcionar que acredita em nós, quem aposta na gente. Não errar passou a ter um peso muito maior.
A batalha interna e externa que iniciei, como relato no livro Perigosa, estava apenas começando e muita coisa, muita mesmo, estava por vir. Coisas boas, maravilhosas, e coisas extremamente tristes. Eu jurava que já havia sentido todas as dores na vida, mas estava enganada. Mas o que eu tinha certeza desde o início era que eu teria que suportar tudo, até a última instancia, sem fraquejar.  
Muitas pessoas acreditam que a fama é o ápice da realização pra uma pessoa e que com ela a felicidade está conquistada.
Engano...
No meu caso reconstruir a minha vida, virar o jogo e conquistar a confiança das pessoas teve como consequência a fama. Foi natural, não foi proposital e  teve um preço. Preço esse que venho pagando suave prestações até hoje. Talvez a minha sentença, talvez a minha pena, mas entendo e suporto de boa, pois sei que faz parte do processo.  
Muitas vezes o sorriso congelado de uma fotografia, um vídeo editado, não mostram o que realmente acontecem nos bastidores da tão sonhada fama.
Mas pra mim, nada me assustou ou me surpreendeu, pois o meio do tráfico não é tão diferente. Onde as pessoas te bajulam de acordo com o seu posto, com o seu dinheiro, com o seu status. O jogo de interesse é muito semelhante, onde um dia você é rei no outro te jogam na guilhotina. Assim é o tráfico, assim é o mundo da fama dos artistas famosos. E nessa dinâmica de interesses, ganância, inveja, disputa, a mídia tem papel importante.
Mas como já disse, eu já estava vacinada e nada me empolgou ou assustou. De tudo que começou a acontecer na minha vida após o Perigosa, o carinho, o amor, a confiança das pessoas é que me moveram e me sustentaram emocionalmente pra chegar até aqui, 8 anos depois. Agora, livre de qualquer amarra, convido vocês pra mais essa viagem louca que é ser a Bibi Perigosa da vida Real. 

2 comentários:

  1. Bom dia Bibi, você é maravilhosa, lança logo esse perigosa 2.
    Ganhei o primeiro de presente de Natal de minha mamãe, já li umas três vezes. ❤

    ResponderExcluir
  2. Mal posso esperar por essa continuação... ❤

    ResponderExcluir